Amar a Pátria
é um dever de todo o cidadão

Segunda-feira, 3 de Julho de 2006

Portugal luta desesperamente...

 

Denúncia bem fundamentada deste complexo  económico

 neo-corporativo e salazarento

«Portugal vive num sistema cartelizado»


Há já muito que aqui no Claro vimos tipificando o nó górdio que amarra as forças deste país e não só impede o seu desenvolvimento como o pressiona, de forma permanente e pesada, para o fundo. Temos-lhe chamado
o complexo neo-corporativo e salazarento...  

De certo modo, poder-se-à dizer que, contra este devorismo actual,   Portugal luta desesperamente para manter a boca fora de água e conseguir respirar, mesmo se nem consegue ver bem o que o pressiona para baixo...  É claro que o funcionamento deste complexo durante longos anos, supõe a existência muito sustentável de uma  promiscuidade política  do Complexo salazarento e neo-corporativo com a instância política... Por ser este o nosso ponto, é muito interessante anotar a denúncia de uma das componentes des complexo neo-corporativo e salazarento e dos seus modos de funcionamento e de como ele pratica a promiscuidade com dirigentes partidários e políticos. A denúncia visa o "reino do betão" mas poderia referir outros segmentos ou sub-sectores de bens e serviços "não-transacionáveis", de "direitos adquiridos" ou do que aqui chamamos o mercadismo leninismo...

Na sua corajosa denúncia, Paulo Morais aponta que:

 "Portugal estar a viver, hoje em dia, «uma situação dramática», de «sistema cartelizado: um grupo restrito de pessoas domina o País». As «corporações que já mandavam em Portugal antes do 25 de Abril», precisa. Garantindo que para mudar o sistema «são precisos políticos com coluna vertebral» e que «em Portugal temos políticos que não são mais do marionetas ao serviço de interesses obscuros», Paulo Morais denuncia «um tráfico de influências generalizado» nas obras públicas, ao mesmo tempo que recorda que «a maioria dos partidos e da vida partidária é financiada por empreiteiros e imobiliárias». E  assegura ainda que o Ministério Público tem «informação bastante para intervir»...    

José Mateus Cavaco Silva

Portugal Ressuscitado editou às 22:09
link do post | comentar | favorito
|

Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


Defendendo Olivença


Em defesa do português Oliventino

Olivença back to Portugal

Pesquisar no blog

 

Artigos Recentes

Incrível! Inqualificável!

Sócratres e Olivença

A propósito da REGIONALIZ...

será...

Possivel encerramento...

Relembrando...

Hoje estamos em greve

Sobre o maior português.....

Promoção ou traição?

Retaliação...

Arquivos

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Nossos grupos


Olivença é Portuguesa-msn
Por Olivença (Orkut)
Por Olivença (Gazzag)
Viver Livremente (Yahoo)
Liberdade Cristã (Yahoo)
Liberdade Cristã (Gazzag)
Liberdade Cristã (Orkut)

Nossos sites


Nossos sites & Blogs
Miguel & Sylvia
Homepage de Miguel Roque
Orgulho de ser Alentejano
Liberdade cristã

Nossos blogues


Tuga & Zuca
Filhos & Netos
Caminho de Fé
Busca primeiro o Reino
Liberdade Cristã (blog)
Viver Livremente
Alentejano de alma e coração
Alentejo Abandonado
Meu Alentejo amado
Sonho Alentejano
Povo Lusitano
Amizade, Portuga-Galiza
Aqui fala-se português
Península Ibérica
Península Ibérica-ZipNet
Republica, sim…
Independência em perigo
EU, acredito em Portugal
Portugal Ressuscitado
A Bandeira Vermelha
Bandiera Rossa
A voz do proletário
Olivença é Portuguesa
Jornal de Olivença
No meio do inimigo
Sylvinha em Portugal
Sub-blog do tapete
Vira útil
Chiquinha e nós

Estou no...


Estou no Blog.com.pt

E você, blogaqui?
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags